Sociedade Bíblica de Portugal

História e Missão

A nossa História:

As primeiras distribuições bíblicas em Portugal decorreram, em larga medida, como resultado da ação das influentes comunidades britânicas de Lisboa e Porto. Todavia, é com a chegada a Portugal do enviado da Sociedade Bíblica de Londres, George Borrow, que se pode dizer que este trabalho foi organizado no nosso país; em 1835, Borrow reconhece formalmente 2 agentes: John Wilby, comerciante em Lisboa, e o Rev. Edward Whiteley, que passava a manter o depósito bíblico no Porto. Apesar da ação da Sociedade Bíblica ser muito reduzida nesta época, há registo de sucessivas edições bíblicas, não apenas da já mencionada tradução de João Ferreira de Almeida, como também da tradução para português, a partir do texto latino da Vulgata, do padre António Pereira de Figueiredo, um sacerdote católico-romano oratoriano.

Assim sendo, só com a estabilização política realizada a partir do início da segunda metade do século XIX é que se começam a criar condições objetivas para o desenvolvimento de um trabalho mais consistente na difusão da Bíblia em Portugal. Em 1864 é finalmente estabelecida em definitivo uma agência em Portugal da Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, ficando como seu responsável Francis H. Roughton, um inglês nascido em Lisboa. Com o estabelecimento formal da agência, começa também a ser constituída uma rede de colportores - destemidos divulgadores da

Bíblia, que operaram no país, tanto nas cidades como nas zonas mais recônditos do país, por mais de 100 anos em sucessivas gerações.

A Roughton seguiu-se James E. Tugman, em 1869, que exerceu a sua responsabilidade a tempo parcial e, a este, o Rev. Robert Stewart, em 1875, capelão da comunidade escocesa, a quem se deve a primeira fase de consolidação do trabalho no nosso país. A Stewart, que abandona as suas funções, em 1902 (como agente para toda a Península Ibérica), segue-se Robert Moreton (também ele nascido em Portugal), mas apenas como sub-agente. A loja e sede da Sociedade Bíblica que até então tinham funcionado na Rua das Janelas Verdes, em Lisboa, passam em 1913 para o Largo Luís de Camões. Após 33 anos de dedicação e ação consistente e respeitada, em 1935, Moreton descansa dos seus trabalhos na Sociedade Bíblica. Para seu substituto é escolhido o jovem bancário Guido Waldemar de Oliveira, primeiro cidadão português a exercer estas funções. No entanto, por razões de saúde, Oliveira acaba por não se efetivar no cargo, sendo substituído pelo missionário suíço Paul E. Vallon, que fica à frente dos destinos desta instituição até 1968. É durante este período que a Sociedade Bíblica muda as suas instalações para a Rua Passos Manuel.

Em Janeiro de 1969, o Rev. Augusto A. Esperança assume as responsabilidades da Agência da Sociedade Bíblica, imprimindo a esta instituição uma dinâmica nunca vista. Sendo difícil de resumir quase 3 décadas de trabalho, lista-se apenas a reestruturação do trabalho de divulgação da Bíblia, que passou pela extinção dos colportores e a transferência para Portugal da impressão das edições bíblicas, a aquisição (pela primeira vez) de instalações para a sede e livraria, as quais passaram a funcionar na Rua José Estêvão (1987), e a constituição de uma associação nacional de carácter interconfessional, a Sociedade Bíblica de Portugal (1989). É também durante este período que se inicia e completa a primeira tradução da Bíblia da responsabilidade da Sociedade Bíblica de Portugal sendo, também, a única tradução bíblica interconfessional em língua portuguesa. Por aposentação do Rev. Esperança, assume o cargo de Secretário-Geral da Sociedade Bíblica, o Dr. Timóteo Cavaco, em 1997 e até 2016. Nessa altura, a seu pedido, foi substituído pelo Pr. Miguel Jerónimo, licenciado em gestão de empresas, que trabalhava na Sociedade Bíblica desde 2000 nas áreas da contabilidade e recursos humanos, até 2022. Convidado para abraçar um cargo nas Sociedades Bíblicas Unidas, ao Pr. Miguel Jerónimo, em Janeiro de 2023, seguiu-se Lídia Fletcher como Diretora Executiva.

A nossa Missão:

Estima-se que 2% da população mundial ainda não tem sem acesso à Bíblia na sua língua e cerca de 15% apenas tem acesso a porções da mesma. Das 7.000 línguas existentes no mundo, cerca de 3.700 ainda não têm nenhuma parte das Escrituras traduzidas.
“Levar a Bíblia às pessoas e trazer a pessoas à Bíblia” é muito mais do que publicar Bíblias, é colocar a Palavra de Deus na mão das pessoas; na rua, nos hospitais, nos lares, nas prisões, etc., em formatos que correspondam às necessidades de cada uma.
Numa sociedade tão secularizada e, muitas das vezes, ignorante da matriz cristã dos seus valores e cultura, é preciso mostrar a relevância da Bíblia no tempo presente e o seu valor inestimável como veículo para um encontro com Deus.

Missão

Levar a Bíblia às pessoas e trazer as pessoas à Bíblia!

Promover a mais ampla, eficaz e relevante distribuição da Bíblia em português ou em qualquer outra língua e ajudar as pessoas a interagir com a Palavra de Deus.

Sociedade Bíblica de Portugalv.4.16.16
Siga-nos em: