Sociedade Bíblica de Portugal

Casamento no Antigo Testamento

Os costumes que regiam o casamento no Antigo Testamento são aparentes sobretudo nas narrativas. As leis relativas ao casamento são poucas em número.

Através do marido

No Antigo Testamento, o casamento acontecia por iniciativa do marido. Era portanto de natureza patriarcal.

Muitas vezes, o casamento era combinado pelos pais ou pela família. Mas também há ocasiões em que os homens escolhem as suas próprias esposas, por exemplo em Génesis 28: 1-5 e Juízes 14: 1-2.

Idade média

Não se sabe qual a idade média com que as pessoas se casavam.

No Egito, as raparigas tinham entre doze e catorze anos quando se casavam e os rapazes entre os catorze e os vinte. Mas, de acordo com Génesis 25: 20 Isaac, por exemplo, casa-se quando já tem quarenta anos.

Poligamia

Um homem podia ser casado com várias mulheres simultaneamente, mas o contrário nunca acontecia. Sabe-se particularmente que os reis tinham várias esposas. Salomão tem setecentas esposas principais e trezentas concubinas.

Mas, provavelmente, era incomum um homem vulgar ter mais de duas esposas ao mesmo tempo. Não havia muitos homens que dispusessem de meios financeiros para  sustentar uma segunda ou terceira esposa.

Casamentos na família

Às vezes, os casamentos eram celebrados dentro da família, para que os primos se casassem. Era frequente as pessoas casarem dentro de um clã, como lemos nas histórias sobre os patriarcas. Noutras histórias, esse costume é menos comum. Não era obrigatório casar dentro do clã ou da família.

Casamentos com esposas estrangeiras

Os casamentos com esposas estrangeiras também aconteciam, mas eram muitas vezes proibidos. Nos livros de Esdras e Neemias, as esposas estrangeiras foram mesmo repudiadas ( Esdras 10 e Neemias 13: 23-28).

As esposas estrangeiras eram vistas como um perigo, porque em regra adoravam outros deuses. Pelo casamento, havia o perigo de toda a família começar a adorar outros deuses.

Casamento como metáfora

O casamento é frequentemente usado como metáfora, especialmente para a aliança} entre Deus e o seu povo. Vemos isso no livro de Oseias, por exemplo.

O relacionamento amoroso retratado no livro bíblico de Cântico dos Cânticos é frequentemente interpretado como uma alegoria do relacionamento entre Deus e o povo de Israel.

 

Seja nosso Parceiro e tenha acesso a +Bíblia:

  • Bíblias de Estudo e artigos
  • Geográfia, história e cultura
  • Línguas originais: hebraico, grego e “Septuaginta”
  • Traduções em PT e noutras línguas

Sociedade Bíblica de Portugalv.4.16.16
Siga-nos em: