Sociedade Bíblica de Portugal

Salmo 4

Ó Deus, meu defensor, escuta-me, quando te invoco! Tu, que na angústia me deste alívio, tem compaixão de mim e ouve a minha oração.
Homens, até quando será desprezada a minha glória? Por que andam à procura do que é falso, em busca do que não tem sentido?
Saibam que o Senhor faz maravilhas por aquele que lhe é fiel, e que me escutará, quando o invocar.
Tremam de medo e não pequem mais. Examinem a vossa consciência nos vossos leitos e fiquem em silêncio e chorem de arrependimento.
Ofereçam sacrifícios verdadeiros e confiem no Senhor.
Muitos dizem: «Quem nos dará a felicidade, já que os teus olhos se afastaram de nós, Senhor?»
Tu, porém, dás mais alegria ao meu coração do que quando eles têm trigo e vinho em abundância.
Deito-me em paz e logo adormeço, porque só tu, Senhor, me fazes viver em segurança.

Sociedade Bíblica de Portugalv.4.16.20
Siga-nos em: