Sociedade Bíblica de Portugal

Chifres do Altar

Em obediência às instruções dadas em Êxodo e 1 Reis, foram feitas protuberâncias nos cantos do altar do holocausto e do altar do incenso. O hebraico tinha uma palavra para elas, que significa "chifres (de um animal)".

Os arqueólogos encontraram dezenas de altares com chifres, tanto em lugares que pertenciam aos reinos de Israel e Judá, como também em cidades habitadas pelos filisteus. Foram encontrados chifres em grandes altares de pedra, mas também em altares de incenso menores.

Função

Não está claro qual era a função dos chifres. Podem ter tido uma função prática, ou seja, garantir que o objeto do sacrifício não caísse para fora do altar. Os chifres também podem ter tido uma função simbólica. Em Levítico 4: 7, lemos que, quando havia uma oferta de purificação ou oferta de restituição, o sangue de um animal de sacrifício tinha de ser espalhado nos chifres do altar do incenso e no altar do holocausto.

Em 1 Reis 1: 50-51 é-nos dito que, por medo de Salomão, Adonias agarra nos chifres do altar, na esperança de que Salomão não o mate. É possível que, segurando firmemente nos chifres do altar, alguém se considerasse protegido no sentido jurídico. Joabe faz o mesmo em 1 Reis 2: 28. No entanto, não ajudou em nada, já que mesmo assim é morto, de acordo com as instruções de Salomão.

Origem

Atualmente, existem várias teorias sobre a origem dos chifres nos cantos do altar. Segundo uma delas, os chifres representavam os animais que seram sacrificados no altar. Segundo outra teoria, o altar com chifres surgiu a partir de outros altares e objetos de culto da Síria. Estes altares tinham a forma de uma torre e representavam o costume de realizar rituais religiosos em telhados, como a queima de incenso. Rituais como esse são mencionados, por exemplo, em Jeremias 19: 12-13 e 32: 29.

Seja nosso Parceiro e tenha acesso a +Bíblia:

  • Bíblias de Estudo e artigos
  • Geográfia, história e cultura
  • Línguas originais: hebraico, grego e “Septuaginta”
  • Traduções em PT e noutras línguas

Sociedade Bíblica de Portugalv.4.16.20
Siga-nos em: