Sociedade Bíblica de Portugal

Demónios no Novo Testamento

No Novo Testamento, os demónios são vistos como os ajudantes de Satanás, que causam doenças e desastres.

Demônios como ajudantes de Satanás

Desde o período helenístico que certos movimentos do judaísmo começaram a ver os demónios como espíritos malignos subordinados a Satanás. Sob as instruções de Satanás, traziam desastres sobre as pessoas. Deus e os seus anjos opunham-se a Satanás e aos seus demónios e, eventualmente, os demónios seriam derrotados para sempre por Deus numa batalha final entre Ele e Satanás. Esta imagem também pode ser encontrada no Novo Testamento.

Demónios nos Evangelhos Sinóticos

Nos evangelhos sinóticos, uma grande variedade de aflições, eram atribuídas aos demónios,  ( Mateus 8: 28) como epilepsia ( Lucas 9: 39), cegueira ( Mateus 12: 22) e surdez ( Marcos 9: 25). No entanto, nem todas as doenças eram explicadas dessa maneira, e algumas aflições eram vistas como uma doença nalguns casos, e noutros como possessão.

Expulsar demónios era uma parte importante da obra de Jesus na terra. O seu poder sobre os demónios é a prova do novo Reino que começa com Jesus (veja, por exemplo, Mateus 12: 25-29). Ao subjugar os demónios, Jesus mostrou que ele é mais poderoso do que Satanás e que acabará por derrotá-lo. Jesus transmitiu o seu poder sobre os demónios para os seus discípulos (veja, por exemplo, Marcos 3: 13-19). Houve outros crentes que também foram capazes de expulsar demónios (veja, por exemplo, Atos 8: 5-8).

Demónios noutros textos do Novo Testamento

Noutros lugares do Novo Testamento, a ênfase está mais nos demónios como adversários morais e espirituais dos santos. Os demónios tentam atrair o crente para longe da sua fé e tentá-lo a pecar ( 1 Timóteo 4: 1).

 

Seja nosso Parceiro e tenha acesso a +Bíblia:

  • Bíblias de Estudo e artigos
  • Geográfia, história e cultura
  • Línguas originais: hebraico, grego e “Septuaginta”
  • Traduções em PT e noutras línguas

Sociedade Bíblica de Portugalv.4.19.1
Siga-nos em: