Sociedade Bíblica de Portugal

Descobre-Estudo A

UM SINAL QUE ESTÁ POR VIR

Na sua obra A Última Palavra, Thomas Nagel afirma: “Quero que o ateísmo seja verdade e, por vezes, o facto de algumas das pessoas mais inteligentes e bem-formadas que conheço terem fé causa-me amargo de boca. Para além de não acreditar em Deus e, como é natural, esperar
ter razão no fim, também espero que Deus não exista. Não quero que exista um Deus; não quero um Universo em que Deus exista.

O que poderá levar alguém a não querer que Deus exista?

1- Quais as razões apresentadas por João para 

escrever uma biografia de Jesus?

2- A identidade de Jesus é um dos principais temas do livro de João. Na tua opinião, quem poderá ter sido Jesus? O que te fez chegar a esta conclusão?

No pensamento judaico da época, o Cristo ou o Messias era o líder prometido ao povo judeu, que iria derrotar os inimigos da nação e conduzi-los a uma era de paz e prosperidade.

CONTEXTO HISTÓRICO

O primeiro encontro público que João nos apresenta mostra-nos Jesus num casamento com amigos e familiares. Os casamentos na Palestina
do primeiro século eram um evento ainda mais importante e luxuoso do que hoje em dia. Era muito mais do que a união de duas pessoas:
assinalava a entrada da noiva e do noivo na comunidade enquanto adultos. Era costume as celebrações durarem pelo menos uma semana,
e o noivo era responsável por fornecer tudo o que era necessário para uma ocasião social tão importante.

3- O vinho acabou! Como se sentiriam os noivos se não houvesse vinho suficiente na festa de casamento, em particular numa cultura baseada na dicotomia entre vergonha e honra?

4-Se deixasse de haver vinho, qual seria a conclusão a que os convidados chegariam acerca do noivo? E o que pensaria a família da
noiva sobre o novo genro?


Na Bíblia dos judeus (aquilo a que chamamos Antigo Testamento), o vinho representa a alegria. Daí a gravidade de ter chegado ao fim,
especialmente num casamento. A resposta que Jesus dá à mãe não é tão ríspida como parece à primeira vista, mas é bastante enigmática, em
particular quando ele diz, no versículo 4, que a hora dele ainda não chegou. Jesus parece ser um homem que conhece o seu destino e sabe que a
sua vida caminha para um momento específico.

5-Embora Jesus mostre relutância em “dar nas vistas”, o que o terá levado a realizar algo milagroso para ajudar aquele casal?

6-Cada uma das seis vasilhas continha entre 80 a 120 litros de água, o equivalente a 700 a 1000 garravas de vinho. Descreve a opinião que o
mestre de cerimónias deu sobre o vinho. Qual a diferença que este vinho vai fazer na festa?


7-Qual a conclusão a que chegou o mestre de cerimónias acerca do noivo? Será que o noivo mereceu ficar com os louros? Como se terá sentido o casal com o que Jesus fez por eles?

8-As vasilhas tinham água para os rituais de lavagem. Antes de cada refeição, os judeus lavavam-se e isto era um símbolo da lavagem
dos pecados antes de receberem o que Deus lhes dera. É por isso que a água nas vasilhas era uma lembrança constante da sua culpa
e necessidade de serem limpos. Pensando neste contexto, qual poderia ser a importância de Jesus transformar esta água num vinho
extraordinário?


Jesus salvou um casamento discretamente e salvou um casal desesperado de serem envergonhados em público. Mas os seus discípulos (ou seguidores) perceberam que as suas ações apontavam para algo muito mais profundo acerca dele. É muito provável que soubessem de cor os textos judaicos antigos, tais como estes do profeta Isaías (700 a.C.):
No monte Sião, o Senhor do universo vai oferecer a todos os povos um banquete de carnes gordas, acompanhadas de vinhos finos, carnes gordas e bem defumadas, vinhos finos e bem tratados.
Neste monte arrancará o véu de luto que cobre todos os povos, a cortina que tapa todas as nações.
O Senhor Deus aniquilará a morte para sempre, enxugará as lágrimas em todas as faces, e tirará da nação inteira a afronta que o seu povo tem
suportado. (Isaías 25:6-8 BPT)

9-É assim que Isaías descreve a vinda de Deus, o Senhor do universo, ao mundo. O que é que Deus vai fazer? E para benefício de quem?

10-Imagina que és um dos discípulos de Jesus. Tu cresceste numa família judaica e sabes este texto de cor. Agora que provaste o vinho novo feito por Jesus, qual poderia ser a tua opinião acerca dele?


Isaías aguarda, cheio de expectativa, por um dia em que Deus virá em pessoa para curar o mundo. Ele retrata esta cura como o banquete
mais extravagante que é possível imaginar.
Outros textos judaicos falam de uma pessoa em particular através da qual Deus fará tudo isto - o Messias que já mencionámos antes.
Poderia Jesus ser aquele que iria tornar todas estas expectativas e esperanças em realidade?

O QUE SIGNIFICA ISTO TUDO PARA NÓS?

Algumas pessoas esperam que Deus não exista porque, para elas, a religião é sinónimo de menos vida. Olhando para o que João disse acerca de Jesus trazer vida, o que é que este primeiro encontro sugere sobre a vida que Jesus dá àqueles
que acreditam nele? O que nos diz isso acerca de quem ele é?





Seja nosso Parceiro e tenha acesso a +Bíblia:

  • Bíblias de Estudo e artigos
  • Geográfia, história e cultura
  • Línguas originais: hebraico, grego e “Septuaginta”
  • Traduções em PT e noutras línguas

Sociedade Bíblica de Portugalv.4.16.16
Siga-nos em: