Sociedade Bíblica de Portugal

Religião da Mesopotâmia

Havia vários deuses que eram adorados na Mesopotâmia, reunidos um conselho dos deuses. As pessoas comunicavam com os deuses por meio de sinais.

Conselho dos deuses

De acordo com a mitologia da Mesopotâmia, uma vez por ano os deuses reuniam-se num conselho, no palácio do deus principal, e tomavam decisões sobre assuntos importantes. A contraparte terrestre do palácio celestial era o templo da cidade mais importante do país. A cada ano, as pessoas traziam ídolos ao Templo, numa procissão.

Comunicação entre pessoas e deuses

O destino dos seres humanos era determinado pelos deuses. As pessoas podiam, no entanto, tentar influenciar o destino por meio de orações ou encantamentos. Por isso, era importante ter um mediador no reino divino, o chamado deus pessoal. Este deus seria como um seu advogado junto dos deuses influentes.

As pessoas também podiam comunicar-se com os deuses por meio de sinais. Esses sinais eram inferidos pelas observação das entranhas dos animais sacrificiais, pelas estrelas, pelas marcas de óleo num cálice sacrificial, e pelos sonhos.

Os deuses mais importantes do período inicial

No período inicial da religião mesopotâmica (até o final do segundo milénio aC), os deuses mais importantes eram:

  • o deus do céu, An;
  • o deus Enlil, que separou o céu e a terra na Criação e se tornou senhor do mundo;
  • Ea, o criador dos humanos, que tinha poder sobre a água subterrânea;
  • Istar, a deusa do combate e da sexualidade, comparável à bíblica Astarté.

Os deuses mais importantes do período posterior

No final do segundo milénio aC, a influência do deus Merodaque (Bel) cresceu a um ritmo constante. Isto estava relacionado com a ascensão da cidade-estado da Babilónia, da qual Merodaque era o deus protetor. Na parte norte da Mesopotâmia, a Assíria, Assur era adorado como o deus principal. Nisroque é um deus assírio mencionado na Bíblia. 

Deuses mesopotâmicos na Bíblia

Aparecem vários nomes de deuses mesopotâmicos na Bíblia, por exemplo Merodaque em Jeremias 50: 2 e Bel em Isaías 46: 1 e Jeremias 51: 44. Os nomes dos reis Evilmerodaque e Merodaque Baladan, e possivelmente também o nome Mardoqueu, vêm do nome Merodaque. O nome Ester é a versão hebraica de Istar, a conhecida deusa mesopotâmica.

 

Passagens bíblicas relacionadas

Jeremias 50.2 Isaías 46.1 Jeremias 51.44

Seja nosso Parceiro e tenha acesso a +Bíblia:

  • Bíblias de Estudo e artigos
  • Geográfia, história e cultura
  • Línguas originais: hebraico, grego e “Septuaginta”
  • Traduções em PT e noutras línguas

Sociedade Bíblica de Portugalv.4.20.14
Siga-nos em: