Sociedade Bíblica de Portugal

Crítica Textual do Antigo Testamento: Qumran

Foram encontradas secções de todos os livros do Antigo Testamento em Qumran,  exceto Ester. Nalguns casos, foram encontrados apenas fragmentos, mas noutros quase todo o texto foi encontrado, como o de Isaías.

Os manuscritos bíblicos de Qumran são mais de mil anos mais antigos que o texto padrão do Antigo Testamento, o texto Massorético.

Porque é que essas descobertas são importantes?

A versão dos livros do Antigo Testamento encontrados em Qumran é importante para a crítica textual por várias razões:

  • Os textos de Qumran confirmam a idade do texto massorético.
  • Contêm diferenças em relação ao texto massorético ao nível da palavra.
  • Contêm diferenças ao nível das frases, cláusulas, perícopes e até capítulos.

Os pergaminhos do Mar Morto confirmam a confiabilidade

Os pergaminhos do Mar Morto mostram que o texto padrão é muito confiável. O texto massorético já existia em traços largos no tempo anterior ao ano 70 dC. Algumas versões dos livros da Bíblia que foram encontradas em Qumran diferem notavelmente pouco do texto padrão. Os massoretas foram, portanto, muito precisos quando copiaram os textos dessa tradição.

Versões diferentes do texto

No entanto, os Manuscritos do Mar Morto também mostram que havia outras versões diferentes dos textos do Antigo Testamento no início de nossa era. Não encontramos apenas a tradição massorética nos textos de Qumran, mas também outras versões dos livros da Bíblia. Muitos estudiosos pensam que essa variação nos manuscritos de Qumran é representativa do judaísmo da época. Isto significa que ainda não havia um texto padrão da Bíblia antes do ano 70 dC. 

Seja nosso Parceiro e tenha acesso a +Bíblia:

  • Bíblias de Estudo e artigos
  • Geográfia, história e cultura
  • Línguas originais: hebraico, grego e “Septuaginta”
  • Traduções em PT e noutras línguas

Sociedade Bíblica de Portugalv.4.20.15
Siga-nos em: